Desvendando os Segredos: O seu Guia Completo para o Glossário Imobiliário em Portugal

Desvendando os Segredos: O seu Guia Completo para o Glossário Imobiliário em Portugal

Desvendando os Segredos: O seu Guia Completo para o Glossário Imobiliário em Portugal

Dominar o vocabulário utilizado no domínio do imobiliário português é fundamental para potenciais compradores, vendedores e investidores. Para o ajudar a manobrar através dos meandros das transacções imobiliárias em Portugal, elaborámos meticulosamente um extenso glossário que engloba os termos imobiliários mais utilizados em todo o país. Vamos aprofundar a essência de cada termo, fornecendo-lhe uma visão geral concisa:

 

Adicional ao IMI

 

Refere-se a uma sobretaxa adicionada ao Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para imóveis com um valor elevado.

 

AIMI

 

O AIMI, ou Adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis, é um imposto sobre o património em Portugal que incide sobre os imóveis que ultrapassam um determinado limite monetário. O limiar do AIMI está atualmente fixado em 600 000 euros para as pessoas singulares e em 1 200 000 euros para as entidades. O seu objetivo é garantir que os proprietários de imóveis de elevado valor contribuam proporcionalmente mais para as receitas fiscais locais. O AIMI aplica-se tanto a pessoas singulares como a entidades e é calculado com base em escalões de imposto progressivos. Os proprietários de imóveis devem estar cientes das suas obrigações em matéria de AIMI e consultar profissionais da área fiscal ou juristas para obterem informações precisas e actualizadas.

 

ADENE

 

A ADENE, que significa Agência para a Energia, é uma agência notável em Portugal que desempenha um papel crucial na promoção da eficiência energética e da sustentabilidade. Com o objetivo de melhorar as práticas de consumo de energia, a ADENE trabalha no sentido de implementar medidas sustentáveis e sensibilizar para as questões relacionadas com a energia. Como ator importante no sector da energia, a ADENE colabora com várias partes interessadas, incluindo entidades governamentais, empresas e o público em geral, para promover mudanças positivas e contribuir para um futuro mais sustentável em Portugal.

 

Usucapião

 

É um conceito legal que permite a uma pessoa reclamar a propriedade de um imóvel se o tiver ocupado e utilizado aberta e continuamente durante um determinado período de tempo sem a objeção do proprietário.

 

Apartamento

 

Um apartamento é uma unidade independente dentro de um edifício ou condomínio utilizado principalmente para fins residenciais. Proporciona um espaço de habitação autónomo para indivíduos ou famílias, oferecendo privacidade e comodidade. Os apartamentos encontram-se normalmente em edifícios com várias unidades e proporcionam aos residentes comodidades partilhadas e responsabilidades de manutenção. Constituem uma opção de habitação prática e muitas vezes acessível, especialmente nas zonas urbanas.

 

Assembleia do Condomínio

 

A Assembleia do Condomínio é uma reunião crucial onde os condóminos discutem e decidem sobre assuntos relacionados com as áreas comuns e a administração do condomínio. É uma oportunidade para os condóminos expressarem opiniões, tomarem decisões e contribuírem para o bem-estar da comunidade condominial. A participação ativa é essencial para uma gestão e governação eficazes.

 

Cessão de posição contratual


A cessão de posição contratual é a transferência legal de direitos e obrigações contratuais de uma parte para outra.

 

Fração autónoma


Uma unidade independente dentro de um edifício ou empreendimento, como um apartamento individual ou uma loja que tem o seu próprio acesso através de uma área comum ou diretamente da rua.

 

Avaliador Imobiliário


Um Avaliador Imobiliário é um avaliador imobiliário certificado que recebeu formação especializada aceite pela CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários). São peritos na avaliação de imóveis com base em vários factores e emitem pareceres profissionais sobre o seu valor de mercado.

 

Caderneta Predial


A Caderneta Predial é o documento de Registo Predial que fornece informações cruciais sobre um imóvel, incluindo dados de identificação, localização, limites e valor patrimonial tributário. Esta certidão é essencial para que proprietários, compradores e vendedores compreendam os aspectos legais e fiscais de um imóvel.

 

Certificado Energético


O Certificado Energético é um certificado de desempenho energético que avalia a eficiência energética de um edifício ou propriedade. Fornece informações sobre o consumo de energia e classifica o imóvel numa escala de eficiência. O certificado ajuda os proprietários, compradores e arrendatários a tomar decisões informadas e promove práticas sustentáveis. Os proprietários de imóveis são responsáveis por obter e exibir o certificado durante as transacções. O cumprimento dos requisitos de certificação é importante e recomenda-se que se mantenha atualizado sobre os regulamentos.

 

Coeficiente de Aproveitamento


O Coeficiente de Aproveitamento, ou coeficiente de densidade de construção, determina a área máxima de construção permitida num lote de terreno. É estabelecido pelas autoridades locais e ajuda a controlar o desenvolvimento urbano, a capacidade das infra-estruturas e a densidade populacional. O cumprimento deste coeficiente é importante para os proprietários e promotores imobiliários, de modo a garantir o cumprimento dos regulamentos de zonamento e a obtenção das licenças necessárias. Recomenda-se a consulta das autoridades locais para obter informações exactas.


Partes comuns


Áreas de um edifício ou empreendimento partilhadas por todos os residentes ou proprietários, tais como escadas, elevadores e jardins comuns.

 

Condomínio


O condomínio ou comunidade de condóminos que detêm e gerem conjuntamente um edifício ou empreendimento constituído pelas suas propriedades individuais.


Título Constitutivo da Propriedade Horizontal


Documento legal que estabelece o regime de propriedade horizontal, definindo os direitos e obrigações dos proprietários individuais num edifício ou empreendimento. Indica o que é propriedade individual e o que é comum.

 

Contrato Promessa de Compra e Venda


O Contrato Promessa de Compra e Venda é um acordo juridicamente vinculativo entre um comprador e um vendedor que define os termos e condições de uma transação imobiliária.

 

Crédito Consolidado


O Crédito Consolidado é um empréstimo que reúne várias dívidas num único empréstimo consolidado. Simplifica a gestão da dívida e pode oferecer taxas de juro mais baixas. Antes de optar por esta opção, é necessário ponderar e pesquisar cuidadosamente.


Área Bruta Dependente


A Área Bruta Dependente refere-se à área total construída de um imóvel, englobando as áreas cobertas e fechadas utilizadas exclusivamente pelo proprietário. Inclui espaços que podem fazer parte de áreas comuns ou localizados fora do edifício ou unidade individual. Compreender a Área Bruta Dependente ajuda a determinar o tamanho e o valor global da propriedade, considerando tanto os espaços privados como os partilhados.

 

Área de implantação


A Área de implantação refere-se à parte de um terreno que é ocupada por um edifício ou construção. Representa a pegada ou cobertura do solo da estrutura no terreno. Compreender a área de implantação é importante para avaliar a utilização espacial e a densidade de uma propriedade.


Polígono de implantação


O Polígono de Implantação refere-se à área específica de um terreno onde um edifício ou construção é permitido. Delineia as fronteiras ou limites dentro dos quais o desenvolvimento pode ter lugar. Este polígono define a área espacial onde as estruturas podem ser construídas, assegurando um zonamento correto e o cumprimento dos regulamentos de uso do solo. A compreensão do polígono de implantação é crucial para os promotores, arquitectos e proprietários de imóveis, para garantir o cumprimento das autorizações de planeamento e para determinar o local adequado para as actividades de construção. Serve de quadro orientador para um desenvolvimento responsável e controlado dentro do lote de terreno designado.

 

Distrato


Distrato refere-se à rescisão ou cancelamento de um contrato ou acordo imobiliário. Significa o fim da relação contratual entre as partes envolvidas. Isto pode ocorrer por várias razões, como o acordo mútuo, a violação do contrato ou alterações nas circunstâncias. Quando se efectua uma distrate, as obrigações contratuais, os direitos e as responsabilidades definidos no acordo chegam ao fim. É importante que todas as partes compreendam os termos e condições que envolvem o distrate para garantir uma rescisão do contrato ou acordo imobiliário sem problemas e em conformidade com a lei.

 

Duplex


Duplex refere-se a um tipo de unidade residencial que se distribui por dois pisos num edifício. Caracteriza-se por ter pisos separados ligados por uma escada interna. Normalmente, o piso inferior de um duplex é composto por áreas comuns, como a sala de estar, a cozinha e a área de refeições, enquanto o piso superior alberga os quartos e os espaços privados. Esta conceção oferece uma disposição de vida distinta, proporcionando mais espaço e privacidade em comparação com os apartamentos tradicionais de um só piso. Os duplexes são populares entre indivíduos ou famílias que procuram uma experiência de vida em vários níveis numa única habitação. A disposição única e a flexibilidade das unidades duplex tornam-nas uma escolha apelativa no mercado imobiliário.

 

Taxa de esforço


A taxa de esforço, também conhecida como rácio dívida/rendimento (DTI), é uma métrica financeira utilizada para avaliar a acessibilidade de uma hipoteca para um mutuário. Representa o rácio entre o rendimento do mutuário e o pagamento mensal da hipoteca. A taxa de esforço ajuda as entidades financiadoras a avaliar a capacidade do mutuário para reembolsar o empréstimo, considerando o seu rendimento em relação ao compromisso financeiro da hipoteca. Uma taxa de esforço mais baixa indica um encargo financeiro mais fácil de gerir, o que sugere uma maior probabilidade de reembolso atempado do empréstimo. Normalmente, as entidades financiadoras têm limites ou directrizes específicas relativamente à taxa de esforço máxima aceitável para aprovar os pedidos de hipoteca. Compreender e gerir a sua Taxa de Esforço é crucial para que os mutuários tomem decisões informadas, garantam a estabilidade financeira e aumentem as hipóteses de aprovação do empréstimo.

 

Ação judicial de despejo


Uma ação judicial de despejo refere-se aos procedimentos legais iniciados para retirar um inquilino ou ocupante de uma propriedade. Ocorre quando um senhorio ou proprietário procura recuperar a posse da propriedade devido a várias razões, como o não pagamento da renda, violações do contrato de arrendamento ou a expiração do contrato de arrendamento. O processo de despejo envolve normalmente a apresentação de uma ação judicial, o envio de notificações legais e a comparência perante um tribunal para apresentar o caso. O objetivo de uma ação judicial de despejo é fazer valer os direitos do senhorio e estabelecer os fundamentos legais para o despejo. É essencial que tanto os senhorios como os inquilinos compreendam os seus direitos e obrigações ao abrigo da legislação aplicável para garantir um processo de despejo justo e legal. Procurar aconselhamento jurídico e seguir os procedimentos correctos são cruciais para navegar com êxito em acções judiciais de despejo e resolver litígios relacionados com a ocupação de uma propriedade.

 

Troca


A permuta é o ato formal que significa a conclusão da venda de um imóvel no processo imobiliário. Tem lugar quando o comprador e o vendedor assinam e trocam contratos, vinculando-os legalmente aos termos da transação. Este marco significativo assinala o momento em que a propriedade muda oficialmente de dono. A troca de contratos ocorre normalmente após negociações exaustivas, diligência prévia e acordo sobre todos os aspectos da venda, incluindo o preço de compra, o montante do depósito, a data de conclusão e quaisquer condições especiais. Uma vez trocados os contratos, o comprador é obrigado a prosseguir com a compra e o vendedor deve transferir a propriedade conforme descrito no acordo. É um passo crucial que solidifica o compromisso entre as partes e prepara o terreno para a conclusão subsequente da venda da propriedade.


Contrato de exclusividade


Um Contrato de Exclusividade é um acordo entre o proprietário de um imóvel e um agente imobiliário que concede ao agente direitos exclusivos para comercializar e vender o imóvel. Este contrato estabelece uma relação formal entre o proprietário e o agente, garantindo que apenas o agente designado tem autoridade para representar e promover a propriedade durante o período acordado. Com um Contrato de Exclusividade, o agente tem interesse na venda da propriedade e dedicará seus esforços e recursos para maximizar sua exposição e garantir uma venda bem-sucedida. Este acordo proporciona clareza, responsabilidade e um sentido de compromisso entre o proprietário do imóvel e o agente, simplificando o processo de venda e aumentando as hipóteses de encontrar um comprador adequado.

 

Coima


Uma multa refere-se a uma sanção ou encargo monetário que é imposto como consequência do incumprimento de obrigações contratuais. Serve como uma forma de punição ou dissuasão para o não cumprimento dos termos e condições delineados num acordo. As coimas destinam-se a reforçar a responsabilidade e a incentivar a adesão aos compromissos contratuais, impondo uma consequência financeira por qualquer infração.

 

Área de terra livre


A área de terreno livre refere-se à porção de terreno não ocupada numa propriedade que não está ocupada por quaisquer edifícios ou estruturas. Representa o espaço disponível que pode ser utilizado para vários fins, tais como paisagismo, expansão ou futuros projectos de construção.

 

Golden Visa Portugal


O programa Golden Visa Portugal oferece uma oportunidade aos investidores de fora da UE de obterem autorizações de residência através da realização de investimentos substanciais em Portugal, sendo o sector imobiliário uma das opções de investimento elegíveis. Esta iniciativa visa atrair investimento estrangeiro, estimular o crescimento económico e criar oportunidades de emprego, oferecendo aos investidores os benefícios da residência num país europeu.

 

Área bruta


A área bruta refere-se à área total de uma propriedade, englobando todos os espaços fechados dentro dos seus limites. Inclui a medição de todas as divisões, corredores, vestíbulos, armários e outras áreas interiores, independentemente da sua funcionalidade. Este cálculo fornece uma compreensão global da extensão espacial da propriedade, sem considerar factores externos como paredes ou elementos estruturais. A Área Bruta é uma métrica importante utilizada no sector imobiliário para avaliar o tamanho e a capacidade de um imóvel, permitindo que compradores, vendedores e investidores tomem decisões informadas com base no espaço total disponível.

 

Área bruta de construção


A Área Bruta de Construção refere-se à soma total de todas as áreas fechadas de um edifício, incluindo paredes e divisórias. Engloba a medição de todos os espaços interiores, tais como salas, corredores, escadas e áreas comuns, considerando a extensão física real do edifício. Este cálculo tem em conta não só as áreas úteis, mas também a espessura das paredes e divisórias, proporcionando uma compreensão abrangente do espaço total construído. A Área Bruta de Construção é uma métrica valiosa utilizada no sector imobiliário para avaliar o tamanho, a capacidade e a área total de um edifício, ajudando na conceção, planeamento e avaliação de propriedades.

 

Quota de crescimento


A quota de crescimento refere-se à percentagem de valorização ou aumento do valor de uma propriedade durante um período específico. Representa a parte do valor ganho pelo proprietário do imóvel devido às condições de mercado, melhorias ou outros factores. A quota de crescimento é um indicador-chave do desempenho do imóvel e do potencial retorno do investimento. É frequentemente utilizada para avaliar a rentabilidade e o sucesso dos investimentos imobiliários, permitindo aos investidores avaliar a extensão do crescimento do valor e tomar decisões informadas com base no potencial de valorização futura da propriedade.

 

Casa


É mais do que apenas uma estrutura física; refere-se a um local de residência, normalmente uma casa ou apartamento. Proporciona conforto, segurança e um sentimento de pertença.

 

Encenação da casa


A preparação de uma casa é a prática estratégica de preparar e apresentar meticulosamente uma propriedade da forma mais apelativa e atractiva possível para atrair potenciais compradores ou inquilinos. Este processo artístico envolve o aumento do apelo visual da propriedade, optimizando a sua disposição, desorganizando e despersonalizando os espaços, melhorando a iluminação e acrescentando uma decoração e mobiliário de bom gosto. O objetivo da encenação de casas é criar um ambiente acolhedor e aspiracional que permita aos potenciais compradores ou inquilinos imaginarem-se a viver no espaço, aumentando, em última análise, a capacidade de comercialização da propriedade e a probabilidade de uma venda ou aluguer bem sucedido.

 

Propriedade horizontal


A Propriedade Horizontal refere-se a um regime jurídico que concede aos proprietários individuais direitos de propriedade separados sobre unidades específicas num edifício ou empreendimento, ao mesmo tempo que estabelece a propriedade partilhada de áreas comuns. Este regime permite que cada proprietário tenha controlo e responsabilidade exclusivos sobre a sua unidade, enquanto mantém e gere coletivamente os espaços comuns, tais como corredores, elevadores, jardins e comodidades. O conceito de propriedade horizontal permite uma propriedade eficiente e organizada, promovendo um sentido de comunidade e responsabilidade partilhada entre os proprietários do mesmo edifício ou empreendimento.

 

Licença de habitação


Uma licença de habitação é uma autorização essencial emitida pelas autoridades locais que concede permissão para a construção, alteração ou renovação de uma propriedade. Garante que o trabalho proposto está em conformidade com os códigos de construção, regulamentos e normas de segurança relevantes. A obtenção de uma licença de habitação é um passo crucial no processo imobiliário, uma vez que demonstra a conformidade com os requisitos legais e salvaguarda a integridade e a qualidade do projeto de construção ou renovação.

 

Ficha Técnica de Habitação


A Ficha Técnica de Habitação é um documento abrangente que oferece informação técnica pormenorizada sobre um imóvel, incidindo especificamente sobre as suas características de construção e os materiais utilizados. Este documento essencial fornece informações valiosas sobre a integridade estrutural, os elementos arquitectónicos e as especificações técnicas do imóvel. Pode incluir pormenores como as fundações do edifício, o pavimento, a cobertura, o isolamento, os sistemas eléctricos e de canalização, bem como quaisquer características ou modificações especiais. A Ficha Técnica de Habitação é um recurso valioso para compradores, vendedores e profissionais que avaliam a qualidade, o estado e a conformidade do imóvel com as normas e regulamentos de construção relevantes.

 

IMI


O IMI, que significa Imposto Municipal sobre Imóveis, é o Imposto Municipal sobre Imóveis que incide sobre as propriedades imobiliárias em Portugal. Trata-se de um imposto local que é cobrado anualmente com base no valor de avaliação do imóvel. A receita do IMI contribui para o financiamento das autarquias locais e é utilizada para serviços públicos, desenvolvimento e manutenção de infra-estruturas. O pagamento do IMI é da responsabilidade dos proprietários de imóveis, sendo o seu montante calculado em função do valor patrimonial tributário do imóvel e das taxas de imposto aplicáveis determinadas pelas autarquias locais.

 

IMT


O IMT, abreviatura de Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis, é o Imposto sobre Transmissões Onerosas de Imóveis que incide sobre as transacções imobiliárias em Portugal. É um imposto que incide sobre a transmissão da propriedade de imóveis, incluindo a venda, doação ou troca de imóveis. A taxa de IMT varia em função de vários factores, como o tipo de imóvel, a sua localização e o valor da transação. O pagamento do IMT é da responsabilidade do comprador ou da parte que adquire o imóvel e deve ser liquidado num prazo determinado após a transação. A receita gerada pelo IMT contribui para os fundos dos municípios locais e é utilizada para vários fins públicos, como o desenvolvimento de infra-estruturas e serviços públicos.

 

Proprietários conjuntos


Os co-proprietários referem-se a vários indivíduos ou entidades que partilham coletivamente a propriedade de um imóvel. Detêm direitos e responsabilidades legais sobre a propriedade e, normalmente, têm um acordo que define as respectivas quotas ou interesses de propriedade. A propriedade conjunta pode assumir várias formas, como o arrendamento conjunto ou o arrendamento em comum, dependendo da jurisdição e das circunstâncias específicas. Os co-proprietários podem ter partes iguais ou desiguais na propriedade e devem trabalhar em conjunto para tomar decisões relativas à utilização, manutenção e potencial venda da propriedade. É essencial que os comproprietários tenham uma comunicação clara, uma compreensão mútua e um acordo bem definido para garantir um acordo de compropriedade harmonioso e eficaz.

 

Conservatória do Registo Predial


A Conservatória do Registo Predial, também conhecida como Registo Predial, é a instituição governamental incumbida do importante papel de manter registos públicos exactos e actualizados da propriedade de terras e bens. Esta conservatória funciona como repositório central de informação, onde são registados e preservados os detalhes sobre os direitos de propriedade, as transferências, as hipotecas e outros ónus legais. Desempenha um papel vital na garantia da transparência, facilitando as transacções imobiliárias e proporcionando segurança jurídica relativamente à propriedade da terra. A Conservatória do Registo Predial funciona como um recurso valioso para compradores, vendedores e outras partes interessadas, oferecendo informações e documentação fiáveis sobre o historial de propriedade e o estatuto jurídico de terrenos e propriedades.

 

Contrato de arrendamento


Um contrato de arrendamento é um contrato juridicamente vinculativo que estabelece os termos e condições de um acordo de arrendamento entre um senhorio e um inquilino. Descreve pormenores importantes, tais como a duração do arrendamento, o montante da renda, o calendário de pagamentos, os requisitos de depósito de segurança, as responsabilidades de manutenção e quaisquer restrições ou disposições específicas da propriedade. Este acordo serve para proteger os direitos e obrigações de ambas as partes envolvidas e fornece um quadro claro para a relação senhorio-inquilino durante o período de aluguer.

 

Licença


Uma licença é uma autorização oficial fornecida pelas autoridades competentes que permite a realização de uma atividade específica. No contexto do sector imobiliário, as licenças podem incluir autorizações de construção, licenças de ocupação ou quaisquer outras autorizações necessárias para determinadas acções ou operações relacionadas com propriedades.

Área habitável


A área habitável de um imóvel refere-se ao espaço nele existente que foi concebido e é adequado para habitação, excluindo áreas partilhadas e secções não residenciais. Engloba as divisões e áreas onde as pessoas podem residir, como quartos, salas, cozinhas e casas de banho, proporcionando um ambiente de vida confortável e funcional.

 

Hipoteca


Uma hipoteca é um acordo financeiro em que um mutuário obtém um empréstimo de uma instituição financeira para financiar a compra de um imóvel. Este empréstimo é garantido pela própria propriedade, que actua como garantia para o credor. O mutuário compromete-se a reembolsar o montante do empréstimo ao longo de um determinado período, normalmente através de prestações regulares que incluem o capital e os juros. As hipotecas desempenham um papel crucial nas transacções imobiliárias, permitindo que os indivíduos se tornem proprietários, repartindo o custo da compra da propriedade ao longo de um período alargado. Os termos e condições de uma hipoteca, incluindo taxas de juro, prazos de reembolso e critérios de elegibilidade, variam consoante o mutuante e o perfil financeiro do mutuário.

 

Balcão Nacional de Arrendamento


O Balcão Nacional de Arrendamento é uma entidade governamental que desempenha um papel crucial na regulamentação e supervisão das propriedades de arrendamento e das relações entre senhorio e inquilino. Funciona como uma autoridade central que fornece informações e recursos valiosos tanto a senhorios como a inquilinos, assegurando práticas justas e promovendo relações harmoniosas no mercado de arrendamento. O Balcão Nacional de Arrendamento pode oferecer serviços como mediação de litígios, orientação sobre leis e regulamentos de arrendamento e manutenção de uma base de dados de propriedades de arrendamento registadas. Ao promover a transparência, a responsabilidade e o cumprimento das leis do arrendamento, o Balcão Nacional de Arrendamento visa criar um ambiente de arrendamento equilibrado e seguro para todas as partes envolvidas.

 

NRAU


O NRAU, que significa Novo Regime do Arrendamento Urbano ou Nova Lei do Arrendamento Urbano, é um quadro legislativo em Portugal que rege os contratos de arrendamento. Promulgado com o objetivo de proporcionar maior estabilidade e equilíbrio entre senhorios e inquilinos, o NRAU estabelece orientações e regulamentos relativos a contratos de arrendamento, aumentos de renda, cessação de contratos e outros aspectos essenciais da relação senhorio-inquilino. O seu objetivo é criar um mercado de arrendamento justo e transparente, garantindo que ambas as partes têm direitos e obrigações claros. O NRAU serve de referência jurídica vital para senhorios e inquilinos, oferecendo um quadro estruturado para navegar nos contratos de arrendamento e resolver quaisquer potenciais litígios que possam surgir.

 

Certidão Permanente de Registo Comercial


A Certidão Permanente de Registo Comercial é um documento importante emitido pela Conservatória do Registo Comercial, que comprova a existência legal e o registo de uma entidade comercial. Esta certidão serve como prova de que a empresa foi submetida aos procedimentos legais necessários e é reconhecida como uma entidade legítima. Contém informações essenciais sobre a empresa, tais como o nome, o número de registo, a data de constituição e o endereço registado. A Certidão Permanente de Registo Comercial confere credibilidade e confiança às partes interessadas, incluindo parceiros comerciais, clientes e instituições financeiras, uma vez que confirma a legitimidade e autenticidade da entidade comercial.

 

Certidão Permanente do Registo Predial


A Certidão Permanente de Registo Predial é um documento crucial emitido pela Conservatória do Registo Predial, que serve como prova oficial da propriedade legal e do estatuto de uma propriedade. Contém informações completas sobre a propriedade, incluindo a sua localização, limites, dimensão e quaisquer ónus ou restrições existentes. Este certificado desempenha um papel fundamental nas transacções imobiliárias, proporcionando confiança e garantia aos compradores, vendedores e outras partes interessadas. Ao certificar a propriedade e a situação legal de um imóvel, a Certidão Permanente do Registo Predial salvaguarda os direitos e interesses dos proprietários, garantindo a transparência e facilitando as transacções imobiliárias.


Área bruta privativa


A área bruta privativa é a área total fechada de um imóvel, incluindo os espaços privados e as áreas comuns. Inclui todos os espaços habitáveis, tais como quartos, salas, cozinhas e casas de banho, bem como quaisquer varandas ou terraços privados associados à propriedade. Esta medida fornece uma avaliação global da dimensão e do espaço disponível para uso exclusivo do proprietário do imóvel.

 

Escritura pública


A escritura pública é um documento legal significativo que possui autoridade vinculativa e é executado na presença de um notário ou de um funcionário público. É normalmente utilizado para a transferência de propriedade, servindo como prova inegável da transação. Este documento descreve os termos, as condições e os pormenores da transferência de propriedade, garantindo transparência e legalidade. A Escritura Pública desempenha um papel fundamental nas transacções imobiliárias, oferecendo segurança e garantia a ambas as partes envolvidas, e é um passo crucial no processo de transferência de propriedade.

 

Arrendamento Imobiliário


O Leasing Imobiliário refere-se ao ato de arrendar ou alugar uma propriedade a um inquilino, envolvendo normalmente a negociação dos termos do arrendamento e a assinatura de um contrato de arrendamento. Este processo permite que os proprietários gerem rendimentos através da concessão de direitos temporários de posse e utilização aos inquilinos em troca de pagamentos periódicos de aluguer.

 

Mediação imobiliária


A mediação imobiliária envolve a facilitação e negociação de transacções imobiliárias, servindo como intermediário neutro entre compradores, vendedores, senhorios e inquilinos. Os mediadores ajudam a resolver conflitos, abordam preocupações e orientam as partes para acordos mutuamente benéficos, assegurando um processo de transação imobiliária mais suave e eficiente.

 

Contrato de Mediação Imobiliária


Um Contrato de Mediação Imobiliária é um acordo contratual que estabelece os termos e condições da relação comercial entre um agente imobiliário e o seu cliente. Este acordo define o âmbito dos serviços a serem prestados pelo agente, incluindo marketing imobiliário, negociações e facilitação de transacções. Também especifica pormenores importantes, como a duração do contrato, as comissões e quaisquer acordos de exclusividade. O Contrato de Mediação Imobiliária serve como um documento formal e juridicamente vinculativo que protege os interesses de ambas as partes envolvidas, garantindo clareza e transparência durante todo o processo de mediação imobiliária.

 

Angariação de imóveis


A angariação imobiliária envolve o aumento do valor de uma propriedade através de vários meios, como renovações, melhorias ou expansões. Ao investir estrategicamente em actualizações e modificações, os proprietários de imóveis pretendem maximizar a sua atração pelo mercado, a sua funcionalidade e o seu valor global, aumentando, em última análise, o seu potencial para um preço de venda mais elevado ou para um rendimento de aluguer.

 

Avaliação de imóveis


A avaliação imobiliária é a avaliação profissional ou estimativa do valor de uma propriedade, efectuada por um avaliador qualificado. Este processo envolve uma avaliação abrangente de vários factores, incluindo a localização, dimensão, estado, dados de vendas comparáveis, tendências de mercado e outras variáveis relevantes. O avaliador emprega metodologias de avaliação reconhecidas para chegar a uma opinião imparcial e objetiva do valor da propriedade, o que é crucial para tomar decisões informadas relativamente à compra, venda, financiamento ou investimento em imóveis. A avaliação imobiliária desempenha um papel vital na determinação do valor justo de mercado, garantindo transparência e confiança nas transacções imobiliárias.

 

Depósito de segurança


O depósito de segurança é uma salvaguarda financeira fornecida por um inquilino a um senhorio sob a forma de uma soma de dinheiro ou garantia. O seu objetivo é servir de garantia contra quaisquer danos potenciais ou rendas não pagas durante o período de arrendamento. A caução é normalmente reembolsável após o cumprimento pelo inquilino dos termos do contrato de arrendamento e do estado satisfatório do imóvel aquando da mudança, excluindo quaisquer deduções legítimas para reparações ou obrigações pendentes.

 

Spread


O spread, no contexto de um empréstimo hipotecário, refere-se à diferença entre a taxa de juro cobrada pelo mutuante sobre o empréstimo e a taxa de juro de referência, frequentemente ligada a um índice de referência como a Euribor. O spread representa a margem de lucro do mutuante e tem em conta factores como o risco de crédito, os custos administrativos e as condições de mercado. Um spread mais baixo indica geralmente condições de empréstimo mais favoráveis para o mutuário, enquanto um spread mais elevado pode resultar em custos de empréstimo mais elevados. O spread é um componente essencial na determinação da taxa de juro global e dos pagamentos mensais da hipoteca para o mutuário.


Exposição solar


A exposição solar refere-se ao posicionamento e à extensão da luz solar que uma propriedade recebe ao longo de um dia. Tem em conta factores como a orientação da propriedade, as estruturas circundantes e a paisagem, que influenciam a quantidade e a duração da exposição solar. A exposição solar é uma consideração importante para proprietários e inquilinos, uma vez que pode ter impacto na iluminação natural, no aquecimento e no conforto geral da propriedade.

 

TAE


A TAE (Taxa Anual Efectiva) é a Taxa Anual Efectiva, que representa o custo total de um empréstimo ao longo de um ano, incluindo os encargos com juros e quaisquer taxas associadas. A TAE permite ao mutuário conhecer o custo efetivo do empréstimo, tendo em conta não só a taxa de juro nominal, mas também os custos adicionais envolvidos. A TAE permite aos mutuários comparar as ofertas de empréstimo de diferentes instituições financeiras e tomar decisões informadas com base no verdadeiro custo do crédito.

 

TAER


A TAER (Taxa Anual Efetiva Revista) é a Taxa Anual Efetiva Revisada, que tem em conta a evolução das taxas de juro durante o prazo do empréstimo. Reflecte o custo atualizado do empréstimo, considerando quaisquer alterações à taxa de juro inicial ou às comissões associadas. A TAER fornece aos mutuários uma representação mais exacta do custo total do empréstimo, tendo em conta quaisquer ajustamentos que possam ocorrer ao longo da duração do empréstimo. Permite aos mutuários avaliar a acessibilidade a longo prazo e as implicações financeiras do empréstimo em diferentes cenários de taxas de juro.

 

TAN


A TAN (Taxa Anual Nominal) refere-se à Taxa de Juro Anual Nominal, que representa a taxa de juro de base de um empréstimo. É a taxa declarada à qual os juros são calculados sobre o montante principal sem considerar taxas adicionais ou efeitos de composição. A TAN serve de ponto de referência para que os mutuários compreendam o custo básico do empréstimo antes de terem em conta outros encargos ou ajustamentos específicos do seu contrato de empréstimo.

 

Levantamento topográfico


Um levantamento topográfico é um processo de levantamento abrangente que capta e documenta as características físicas exactas e os limites de uma propriedade. Envolve a utilização de equipamento especializado para medir e mapear pormenores como a elevação, os contornos, as estruturas, a vegetação e os serviços públicos. O levantamento topográfico resultante fornece informações precisas e detalhadas essenciais para vários fins, incluindo o desenvolvimento de terrenos, projectos de construção e avaliações de propriedades.

 

Certificado Toponímico


Um Certificado Toponímico é um documento oficial emitido pela Comissão Toponímica, que certifica o nome oficial e a localização de um local ou endereço. Constitui uma fonte fiável de informação sobre a designação e o posicionamento correctos de entidades geográficas. O certificado toponímico garante a exatidão e a coerência no endereçamento e na referência a locais, contribuindo para uma comunicação, navegação e documentação eficazes numa região ou jurisdição específica.


Toponímia


A toponímia é o campo de estudo que se centra na investigação de nomes de lugares, investigando as suas origens, significados e utilização. Explora os aspectos linguísticos e culturais associados à atribuição de nomes a locais, fornecendo informações sobre o contexto histórico, geográfico e social de uma região. Através da análise dos topónimos, os investigadores podem descobrir informações valiosas sobre o património local, as tradições e as interacções humanas com o ambiente.

 

Tipologia


No domínio do imobiliário, a tipologia refere-se à classificação ou categorização de propriedades com base na sua disposição específica, número de divisões e estrutura geral. Esta classificação ajuda a compreender os diferentes tipos de imóveis disponíveis no mercado e facilita as comparações e avaliações. Ao identificar características comuns, a tipologia ajuda a orientar compradores, arrendatários e profissionais do sector imobiliário na procura de imóveis que satisfaçam as suas necessidades e preferências específicas.

 

Licença de Utilização


A Licença de Utilização é um documento oficial emitido pelas autoridades locais que certifica que um imóvel cumpriu as normas necessárias para ser ocupado. Confirma que a propriedade cumpre os regulamentos e requisitos de segurança aplicáveis, garantindo que é adequada para habitação ou utilização específica. A Licença de Utilização garante aos ocupantes ou utilizadores que o imóvel foi submetido às inspecções e aprovações necessárias, cumprindo os padrões de qualidade e segurança estabelecidos.

 

Casa devoluta


Uma casa devoluta refere-se a uma propriedade que está atualmente desocupada e disponível para aluguer ou compra. Normalmente, significa que não há inquilinos ou residentes a residir na propriedade. As casas vagas podem apresentar oportunidades para potenciais inquilinos ou compradores que estejam ativamente à procura de um novo local para viver. Os proprietários ou senhorios podem anunciar casas vagas para atrair potenciais ocupantes e facilitar o processo de arrendamento ou venda.

VPT


O VPT (Valor Patrimonial Tributário) é o Valor Patrimonial Tributário utilizado para o cálculo dos impostos sobre o património em Portugal. Representa o valor de avaliação de um imóvel, determinado pelas autoridades fiscais. O VPT serve de base para determinar o montante anual do imposto predial devido pelo proprietário do imóvel. Tem em conta vários factores, como a localização, a dimensão, o estado e as características do imóvel. O VPT desempenha um papel crucial no sistema de tributação, assegurando uma avaliação justa e coerente dos valores dos imóveis para efeitos fiscais.

 

 

Este glossário abrangente de termos imobiliários em Portugal fornece informações valiosas sobre a terminologia habitualmente utilizada nas transacções imobiliárias. No entanto, é importante ter em conta que as leis e regulamentos do sector imobiliário podem sofrer alterações, pelo que é fundamental procurar aconselhamento jurídico para casos específicos.

 

 

 

(0) (0)
+351915471151
O nosso website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao utilizar o website, confirma que aceita a utilização de cookies de acordo com a nossa Política de Privacidade.   Saiba mais